A história do hambúrguer e das hamburguerias

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

O hambúrguer é um dos lanches mais apreciados pelos consumidores. São muito comercializados no mundo todo. Quando você nasceu, os hambúrgueres já existiam e faziam sucesso. Mas tudo tem um começo, tem uma história. O hambúrguer também uma trajetória percorrida, uma data de nascimento.

Neste artigo, falaremos sobre a história do hambúrguer e das hamburguerias. Assim, quando visitar alguma hamburgueria em SP, você terá uma boa noção de que aquele estabelecimento e o produto que ele vende têm uma boa história para contar — e a ser mais bem conhecida pelos apreciadores de lanche.

Conhecer as origens das coisas dá um tom mais romântico e fascinante a elas, não acha? Será que vai deixar seus lanches mais saborosos também? Continue a leitura do post e saiba mais sobre esse assunto!

 

O hambúrguer e os tártaros

Talvez você se surpreenda com isso, pois o que o hambúrguer e os tártaros podem ter em comum? Bem, o hambúrguer propriamente dito é um produto norte-americano, mas é preciso lembrar que sua matéria-prima mais básica é constituída por pão e carne moída.

A carne moída começou a ser usada no século XVII, quando os nômades da Ásia Ocidental, originados da Rússia (chamados tártaros) desenvolveram uma técnica muito útil: moer a carne mais dura dos bois, aquela que era de pior qualidade, para que se tornasse mais fácil de comer.

Quanto ao pão, é desnecessário falar acerca de sua antiguidade. De acordo com alguns historiadores, o pão surgiu há mais de 12 mil anos!

 

A invenção do Conde Sandwich

Entre os séculos XVII e XIX, alguém provavelmente reuniu esses dois ingredientes, mas não oficializou sua fórmula, o que impede de determinar a data exata de quando pão e carne moída foram consumidos conjuntamente. Mas relatos anteriores a 1904 falam do inglês John Montagu, um Conde da cidade inglesa de Sandwich, que teria sido “inventor” do sanduíche.

Em 1762, o conde teria colocado carne moída entre duas fatias de pão, enquanto jogava bridge, um popular jogo de cartas. Assim conta Andrew Smith no livro “Hambúrguer: uma história global”.

Pois é, antes de chegar a uma hamburgueria na Zona Oeste de São Paulo, por exemplo, o tão caro hambúrguer passou por lugares muito distantes, desde os confins da Ásia Ocidental até o Império Britânico.

 

O desenvolvimento do hambúrguer tradicional

Tudo indica que o hambúrguer como nós o conhecemos apareceu em fins do século XIX. Chegou à América trazido pelos imigrantes alemães que embarcavam em Hamburgo, cidade alemã. Por isso, o nome que se popularizou: hambúrguer. Os primeiros que aderiram a novidade foram os marinheiros norte-americanos que comiam a carne moída entre duas fatias de pão enquanto labutavam no cais e nos navios.

Somente no século XX, apareceram as lanchonetes especializadas que divulgaram o produto e conquistaram a população. Na feira mundial de Saint-Louis, capital de Missouri, em 1904, apresentaram oficialmente o hambúrguer, o qual se tornaria 30 anos depois em um símbolo da nação.

 

A história das hamburguerias

Em 1921, nos Estados Unidos, apareceu a primeira franquia de lanchonetes chamada White Castle, vendendo hambúrgueres cozidos a vapor e com cebola, custando somente 5 centavos de dólar. O preço ajudou na popularização do produto.

As primeiras lanchonetes eram pequenas e tinham até dois funcionários que faziam tudo, realizando atividades como registrar as vendas e preparar o hambúrguer. Dez anos depois, houve total transformação e surgiram os negócios de drive-in, com amplos estacionamentos para receber famílias inteiras. Em 1937, os Irmãos Mc Donald inovam o fast-food quando abriram um drive-in na Califórnia, na cidade de San Bernardino.

Foi dos EUA que o hambúrguer conquistou o mundo inteiro na forma de pão redondo, coberto ou não de queijo, com ou sem tomate e alface. Hoje, só é possível consumir o produto em hamburgueria em SP devido a toda essa trajetória percorrida pelo hambúrguer.

Depois desse texto que com certeza lhe deu água na boa, continue se deliciando e saiba 4 coisas sobre hambúrgueres artesanais que você não conhecia!



Comentários no Facebook